Um adulto com idade entre 18 anos e 64 anos deve dormir entre sete e nove horas por dia para envelhecer com qualidade de vida. É o que mostra estudo feito pela Fundação Nacional do Sono, dos Estados Unidos. “A variação de sono muda de de pessoa para pessoa, mas este é o tempo ideal para termos qualidade de vida no presente e também no futuro”, garante o neurologista do Hospital das Clínicas, Alan Eckeli, especialista em medicina do sono.

A Associação Brasileira do Sono realiza a “Semana do Sono 2019: Dormir bem é envelhecer com saúde”. A cartilha é sobre os males provocados pela falta de um bom sono e dicas do que devemos fazer para dormir bem. Em Ribeirão Preto haverá palestras no dia 14, às 18h30, sobre por que dormimos, a relação do sono com o envelhecimento e mindfulness (são técnicas atingir umestado mental de controle sobre a capacidade de se concentrar nas experiências, atividades e sensações do presente). Dia 16, às 9h, evento na Praça XV com profissionais falando sobre o sono.

Cerveja – Segundo o neurologista, “pesquisadores dividiram dois grupos de jovens para medir a equivalência do consumo do álcool com a privação de sono ao dirigir um carro. De acordo com o resultado, duas horas a menos de sono equivale a duas ou três latas de cerveja. Ou seja, a chance de bater o carro com duas horas menos de sono do que o normal é semelhante a de quem bebeu duas ou três latas”, explica.

Falta de sono – De acordo com Eckeli, quem não dorme o suficiente desenvolve diversos distúrbios: fadiga ou baixa energia, declínio da memória, pertubação do humor, problemas comportamentais (impulsividade, agressividade), acorda com dor de cabeça ou dor nos maxilares. Além disso, pode ter comportamentos anormais durante o sono: chutar, falar, gritar, roncos e pesadelos.

Dicas – Se você está na categoria dos que tem dificuldades para dormir vão algumas dicas: não fique na cama se não está com sono e encontre um lugar silencioso para relaxar; se tiver pés frios, use meias; não vá para cama com preocupações, na cama elas vão se multiplicar; evite tablets ou smarphones na cama, prefira um livro; não beba nada que tenha cafeína quatro, cinco horas antes de dormir.